quinta-feira, 20 de junho de 2013

Facibooki VI

Eu gosto do Facebook. Até acredito que possa ser muito útil. Mas às vezes mete-me repulsa. Na verdade, não é o Facebook propriamente dito que me repugna e não foi ele que criou o ónus da minha repulsa; ele é apenas uma ferramenta que veio trazer ao de cima aquilo que antes já existia.

É impressionante como as pessoas são diferentes on e off-line. Há aquelas que passam a vida a publicar mensagens e imagens que na verdade não têm nada a ver com a sua maneira de ser ou, pelo menos, não se coadunam com a forma como actuam. Pronto tudo bem... queriam ser outra pessoa. Mas depois, há também (e este é para mim o fenómeno que mais me arrepia e entristece) quem consiga ter amizades "para a vida" no Facebook com pessoas que cá fora são alvo dos comentários e críticas mais duras que se podem imaginar! E isto meus amigos, enoja-me. Enoja-me este cinismo descarado, tão mal encoberto, tão sujo...

Não me admira que existam pessoas que já não consigam viver sem um computador e sem um telemóvel... é que as amizades passaram a ser virtuais e superficiais, com aquilo que se diz nas redes sociais a ser mais importante e mais digno de confiança do que aquilo que se diz cá fora.

Redes sociais?... Não; redes anti-sociais.



Inté*

17 comentários:

anokas disse...

No facebook somos todos amigos, mesmo que não nos possamos ver uns aos outros, é uma maravilha!

As pessoas têm de acreditar em mim na vida real, porque no meu facebook é só parvoíce, isto quando eu publico lá alguma coisa :P

Opinante disse...

Deixo uma frase do Bob Marley: "Se Deus criou as pessoas para amar, e as coisas para cuidar. Por que amamos as coisas e usamos as pessoas!"

Catarina Reis disse...

Sem dúvida...as relações nada têm a ver com o que foi criado pelas redes sociais. Beijinhos

somaijum disse...

Eu mantenho os meus 26 ou 27 amigos/familiares e, para as vezes que lá vou, chegam-me bem.
Nunca percebi pessoas que coleccionam amigos no FB como se fossem troféus, tipo: eu tenho mais amigos do que tu, logo, sou uma pessoa muito interessante.
Na vida real são tão venenosos/sas que se mordem a língua, morrem.
Mas há público para todos os espectáculos, graças a Deus.

Jedi Master Atomic disse...

É isso mesmo. Sai já do facebook porque tu andas a poluir aquilo com a tua santidade...looool :P

Agora, mais a sério: eu não levo o facebook muito a sério e se lhe começares a dar menos importância vais ver que a repulsa baixa ;)

Estudante disse...

anokas: ahah :P

Opinante: é verdade ;)

Catarina Reis:... pois é!

somaijum: ahaha :P de facto é deprimente...

Jedi Master Atomic: xD oh meu Deus! Mas sim, aquilo provavelmente não merece que lhe demos muita atenção ;)

IceQueen disse...

Mesmo, no Facebook são tantos corações e tantos "gosto muito de ti" que até enjoa xD E sei de casos em que, cá fora, as pessoas que tanto faziam isso só falavam mal uma da outra...enfim, vai-se lá perceber

Jovem $0nhador@ disse...

Concordo contigo, embora tenha facebook vejo muita gente a fazer mal uso dele...

Estudante disse...

IceQueen: :P não se percebe... e se calhar não vale a pena perder muito tempo a tentar perceber!

Jovem $0nhador@: tanto serve para coisas boas como para coisas menos boas :P

patrícia disse...

Concordo tantoooooooo! Vejo tantos casos desses, tantos "amo-te melhor amiga" quando eu sei que falam todos mal uns dos outros -.-

Tétisq disse...

realmente, hoje estamos na mesma onda- redes sociais... eu acho que as redes sociais têm alguma utilidade (basta pensar nas ultimas crises internacionais e na projecção que as redes sociais lhes deu) mas, não percebo essas pessoas de que falas eu por vezes troco algumas mensagens ou comentários com pessoas que conheço mal ou só conheço dali mas, são raras e nunca fiz amigos só conhecidos. de resto, ser amigo no facebook e inimigo na vida real não percebo de todo...

bom estudo :)

Paula disse...

Não comento, não tenho Facibooki... E não sinto falta.

Estudante disse...

patrícia: :\...

Tétisq: é uma incoerência muito grande :P obrigada!

Paula: acho que não perdes grande coisa... ;)

Ana Ricardo disse...

À vezes apetece-me mandar aquilo às urtigas...mas a verdade é que tenho amigos e família por esse mundo fora e realmente é bom manter contacto com eles.

Estudante disse...

Ana Ricardo: claro ;) não vale a pena deixar de contactar com quem interessa por causa disso!

aNaMartins disse...

tenho de concordar contigo.. eu vejo tanta falsidade que até doí! pessoas que só falam comigo ali, sabem tudo de mim, mas na rua viram-me a cara ou fazem de conta que nao me conhecem, depois e likes em tudo que é sítio? wtf? enfim

Estudante disse...

aNaMartins: é estranho sem dúvida... mas é comum :P