domingo, 4 de maio de 2014

Super Mamã


Mãezinha,


Todos os anos me vejo e desejo para te conseguir dizer, assim mesmo cá do fundinho, como gosto de ti. Aliás, todos os dias... mas caramba, não nasci com aquele dom das palavras que faz as pessoas expressarem exactamente o que lhes vai dentro. Resta-me então fazer com que, todas as pequeninas coisas que vou fazendo, sejam uma singela homenagem por tudo o que fizeste e fazes por nós.

Eu gosto de ti, tu já sabes. E dessas mãos papudinhas, mesmo de Mamã que tu tens.


Feliz Dia Manhê!



Inté*


PS: obrigada pelos comentários tão cheios de carinho que me deixaram na última mensagem :)

3 comentários:

JS disse...

Não consegues dizer oralmente, mas dizes sempre muito bem por escrito. E com o coração deve ser uma coisa inimaginável. :)

Paula disse...

Pois eu acho que Deus te bafejou com o dom maravilhoso da palavra (e da escrita)!
Que alegria ter uma filha assim!
A tua é uma mamã feliz =)

Estudante disse...

JS: oooh... muito obrigada ^^

Paula: ahaha :P espero que sim!