domingo, 29 de setembro de 2013

Eleições e relações amorosas - descubra as diferenças

Durante a campanha, até a rua mais recôndita merece a visita dos senhores candidatos. Aí vêm eles pela viela abaixo, acompanhados da sua lista que, na maioria das vezes, é constituída por pessoas que se voluntariaram para a foto do cartaz, mas que de política percebem tanto como eu. Um cortejo lindo de se ver! Só falta o andor para se tornar numa procissão, porque as promessas e os pregadores já lá estão.

Alguns também trazem bombos (e bobos...) e pulverizam de nuances circenses este grande fenómeno que é a campanha eleitoral. Com música ouve-se um pouco menos as possíveis mentiras que eventualmente possam escapar. De vez em quando, soam uns altifalantes com vozes sempre distantes, mas que por estes dias se forçam a uma maior proximidade com o povinho. E assim nos levam nas suas cantigas, tal qual uma noiva apaixonada se deixa enlaçar pelas ladainhas do seu mais que tudo. A conquista é esforçada, floreada quase etérea. Mas uma vez conquistada a donzela, que em termos políticos é o voto, acabam-se os bombos, as ruelas sem saída voltam a ostracizar-se e o vencedor espoja-se confortavelmente no sofá, com umas minis ao lado e por lá se deixa ficar. 

Desvanecem-se as promessas de um futuro a dois, de trabalho partilhado, de entre-ajuda; ficam os mesmos de sempre e os bobos. Esses, infelizmente, são sempre os que permanecem.



Inté*

15 comentários:

nobody listening disse...

verdade... concordo totalmente ... bom domingo

Jedi Master Atomic disse...

Daí o meu voto em branco.

Estudante disse...

nobody listening: bom Domingo ;)

Jedi Master Atomic: foi a noiva :P

Ana Ricardo disse...

Parece-me que não há muitas diferenças :P

anokas disse...

O que importa é alcançar o resultado desejado, como se chega lá ou como se mantém o resultado não interessa nada!

agatxigibaba disse...

Boa analogia ;)

fusion disse...

Continuo a manter uma ideia que se formou há alguns anos, logo nas minhas primeiras lides "bloguisticas"
As "gajas" de medicina, até com esta desgraça conseguem escrever textos deliciosos. xD

Never Told Words disse...

Prometem tudo e no fim.. é o que se vê!!

Opinante disse...

Nada de novo portanto...

Audrey Deal disse...

Podes crer, são sempre os mesmos à frente! As pessoas queixam-se, mas depois parece que se esquecem!

S* disse...

Fazem de um tema sério uma fantochada.

Blackbird disse...

Concordo tanto contigo...

Paula disse...

Concordo com Fusion: muito BOM! É isso mesmo.

Estudante disse...

Ana Ricardo: ahaha :P

anokas: é triste mas é verdade...

agatxigibaba: ;)

fusion: ahaha :D obrigada!

Never Told Words: é mesmo :\

Opinante: nem mais.

Audrey Deal: memória curta :P

S*: bem dito! ;)

Blackbird: :)

Paula: obrigada :)

A Gata de Saltos Altos disse...

Bemmm...gostei deste teu ponto de vista! Tem a sua verdade, infelizmente.

Um beijinho *

http://agatadesaltosaltos.blogspot.pt/