quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Benzelhona, ficção e um pequeno apontamento sobre a TVI

Nota: esqueci-me de dizer que não cheguei a ir à benzelhona mas vocês são uns queridos. Eu digo que vou à benzelhona e vêm logo estas alminhas caridosas avisar-me para não ir, para encontrar outras estratégias porque as bruxas são perigosas. Gosto mesmo de vocês! Não acreditaram que eu me ia enfiar na gruta de uma bruxa, pois não?
 
 
 
Já sabemos que entre a ficção e a realidade existe uma grande distância. E esta distância é ainda mais acentuada se estivermos a falar das novelas da TVI, mas adiante.

A tendência simplista com que nos filmes se criam os bons e os maus é, na minha humilde opinião, uma espécie de publicidade enganosa. Ninguém é completamente bom ou completamente mau. Se alguém nos criou, esse alguém não era adepto de minimalismos, porque fez questão nos complicar bastante e trabalhar-nos como uma mescla de carácteres. Seria muito mais fácil se fôssemos apenas ou bons ou maus, assim, uma matéria pura que não permite misturas. A nossa árdua tarefa só consistiria em escolher de que lado ficar e pronto!, estava feito.

Mas não. Durante a vida, enquanto esbarramos uns nos outros, vamos descobrindo que não há os bonzinhos ou os mauzinhos da fita. Todos temos um pouco de cada um e os desafios que nos vão surgindo, possibilitam a expressão de um ou de outro... a questão é saber qual o lado que queremos mostrar.
 
 
 
 
 
Inté* 

10 comentários:

Especialmente Gaspas disse...

Muito bem dito :)

Palco do tempo disse...

todos temos um lado de anjo e outro de diabo :)

Estudante disse...

Especialmente Gaspas: :)

Palco do tempo: é verdade! ;)

Pérola disse...

A vida não é linear, nem por sombras...

Luciano Craveiro disse...

Eu sou mau, muuuuuuuuuito mau. lololololol=)))
:P

V* disse...

Nem mais ;)
Temos é de aprender a encontrar o equilíbrio entre esses dois lados. Se bem que há sempre um que pesa mais, dependendo da situação.

Runaway* disse...

Ou que lado nos obrigam a mostrar. Porque isto quase nunca é uma questão de escolha.

Estudante disse...

Pérola: não é não ;)

Luciano Craveiro: ahaha x)

V*: sim, é verdade :)

Runaway: achas? Eu acho que em última análise, a escolha é sempre nossa :)

Ju disse...

Tudo na vida (incluíndo as pessoas obviamente!) tem um lado bom e um lado mau, simplesmente há um que prevalece! ;)

Estudante disse...

Ju: :) sim, também me parece.