segunda-feira, 21 de abril de 2014

Dias que começam normalmente...

Cuidado com os dias que começam normalmente. Estes dias são particularmente perigosos porque nos deixam desprevenidos, ao contrário daqueles dias que começam logo muito mal e deixam uma pessoa de sobreaviso. Os dias que começam normalmente dão-nos a falsa segurança de que tudo vai correr bem e acabamos por cair no erro de viver descontraidamente.

A minha passada Quinta-feira foi um dia que começou normalmente. Estava um dia lindo e tal, vamos lá passear o cão depois de almoço. Calço uma chinelinha e aí vai ela toda contente. Ora, a meio do caminho dou um chuto num prego super ferrugento, o pé começa a modos que a brotar um líquido vermelho, venho para casa, prendo o cão, lavo o pé e vou para o Centro de Saúde. No Centro de Saúde dizem-me que não tenho a vacina do tétano em dia e eu, numa experiência de quase morte, começo a recordar os sintomas do tétano e a pensar que não posso morrer porque já paguei quase as prestações todas das propinas e tenho muito que fazer. Não tenho tempo para morrer, só isso.

Nisto, aparece a enfermeira que vai cuidar de mim - a enfermeira mais "meiguinha" da zona - e eu penso: Porra pá, pelo menos tenho que conseguir ficar com o pé. Curativo feito e vacina administrada e aí vai ela. Ao outro dia não consigo levantar o braço esquerdo e não durmo durante três dias porque claro, durmo virada para o lado esquerdo e é um hábito antigo que me custa abandonar...

A moral desta história é que se houver um objecto que ocupe um milésimo da área da estrada, eu vou lá bater. A estrada é larga o suficiente para a probabilidade de eu ir acertar no prego ser ínfima MAS, ainda assim, eu chego lá.

PS: a minha vacinação estava em dia... a próxima data de vacinação era agora em 2014.



Inté*



14 comentários:

Vegan disse...

Queres homenagear algum professor? Ou até mesmo avaliar-lo?
Então conhece este site Avalia o Professor

Este é o site em que é o aluno a avaliar o Professor! Deixa a tua opinião!

Anna Marian disse...

Isto e' preciso ter ca' uma sorte! Estarei atenta e seguirei o teu conselho arre!! :) Beijinho e as melhoras xxx

Jedi Master Atomic disse...

Portanto, chinelinho no pé combinado com "pessoa que não olha onde põe dos pés", é muito bom :P

Estudante disse...

Anna Marian: obrigada :) já estou fina outra vez!

Jedi Master Atomic: ahah! É muito bom mesmo :P

Pedro P. disse...

Vêêês! Se tivesses calçado umas crocs, tudo seria diferente..!

Estou a brincar. É melhor espetar um prego de vez em quando, do que usar crocs. :P

Patrícia disse...

Eisha, tadinhaa, até me doeu a mim a cena do prego :s

Carpe diem to me disse...

Eia, que pouca sorte. Espero que estejas melhor!
Beijinhos

Estudante disse...

Pedro P.: ahaha :P estou plenamente de acordo!

Patrícia: já passou ;)

Carpe diem to me: estou óptima, obrigada :)

Mam'Zelle Moustache disse...

Há gente que atrai os ditos "contratempos" da vida. Sei do que falo, sou dessa gente, a gente distraída ;)

Paula disse...

Ahahahah!! A Estudante no seu melhor!

Opinante disse...

Espero que já estejas recuperada :D

Estudante disse...

Mam'Zelle Moustache: ahah :P

Paula: txiii... é preciso espetar um prego no dedo para "ouvir" estas coisas :P

Opinante: já estou óptima ;) obrigada!

Joana Rosa disse...

Bela experiência. Tive uma parecida quando queimei o pé e a enfermeira decidiu arrancar-me a pele da parte de cima. Conclusão...deixei de andar durante um mês. Preferi pagar os tratamentos numa clínica, porque a verdade é que no centro de saúde é sempre azelhas.

Estudante disse...

Joana Rosa: às vezes há profissionais muito incompetentes :P mas olha que também já tenho encontrado quem saiba muito bem o que está a fazer :)