terça-feira, 10 de março de 2015

Esse super poder!


Eu tenho saudades daqueles dorzinhas e probleminhas que tínhamos quando éramos pequeninos. Daqueles que passavam quando a Mãe nos dava um beijinho ou uma bolacha. Na verdade, não é exactamente dessas dores que eu tenho saudades; eu tenho saudades da rapidez com que tudo desaparecia, como que por magia. Agora as coisas não passam assim... não é pela perda de capacidades da Mãe, é só porque crescemos e as coisas menos boas também vão crescendo connosco.
 
Lembro-me do dia em que me apercebi como era triste para a Mãe chegar à conclusão de que já nem tudo em mim poderia ser curado com um beijinho ou outro miminho dela. Deve ser ingrato para as Mães serem inicialmente apetrechadas de tantos super-poderes e depois descobrirem que, à medida que nós crescemos, esses poderes se vão tornando cada vez menos eficazes.
 
Não é que se tenham tornado uns super-poderes menos "super"; só que agora alguns deles já não nos servem... como a roupa, estás a ver Mãe?
 
Ai, quem me dera...
 
 
 
Inté*

8 comentários:

Meow disse...

Já não conseguem curar muita coisa... mas o aconchego, não há outro igual...!

Jedi Master Atomic disse...

looooool
Supermom :P

riddle disse...

Como pai digo que é ingrato e é frustrante perdermos a capacidade de resolver os problemas às nossas crias. Ou porque elas agora já sabem resolver os seus problemas, ou porque cada vez têm mais problemas insolúveis, ou porque nós envelhecemos e tomara que elas nos resolvam os nossos...
A vida é muito ingrata. Tão ingrata que começamos a morrer no dia em que nascemos. :/

Paula disse...

A vida é mesmo assim :) Virá o dia em que a Mãe ficará à espera que a ajudes a resolver os seus problemas! Beijinhos doces, como as bolachas...

Estudante disse...

Meow: totalmente de acordo ;)

Jedi Master Atomic: :D

riddle: não começamos nada ;) a vida tem coisas menos boas... mas ela é mesmo assim. Nós é que a idealizamos de maneira diferente e depois queixamo-nos quando tropeçamos nos próprios pés :P

Paula: :)

Opinante disse...

Aumenta a idade, aumentam os problemas...

Ana Ricardo disse...

Ser pequenina...ohhhh já foi há tanto tempo. Agora parece que tudo dá muito trabalho e que o que passa depressa são sos anos :P

Estudante disse...

Opinante: ahah! Parece que sim :P

Ana Ricardo: é mesmo!... :)