domingo, 22 de março de 2015

Os meninos de pedopsiquiatria

As florinhas de Pedopsiquiatria são, na sua maioria, florinhas que um dia alguém semeou mas não quis colher. Foram sementinhas negligenciadas, algumas crescidas em terrenos pouco férteis, outras não desejadas, acabando por brotar ali por acidente, como se o vento as tivesse trazido sem consentimento. Ainda assim, quando eu as encontro na consulta, algumas claramente pouco regadas de carinho, com algumas folhinhas por aparar, são tão bonitas como todas as outras florinhas que eu vou encontrando pelo caminho.
 
Eu trazia-vos para casa, sabiam? Não é que as minhas capacidades de jardineira sejam extraordinárias, mas eu acho que juntos poderíamos fazer um lindo jardim. Faltam borboletas no vosso jardim; e joaninhas, e baloiços... faltam meninos a rebolar na relva e fontes de água fresca.
 
Eu trazia-vos para casa para vos mostrar que depois da chuva vêm os arco-íris e a erva verdejante.
 
 
Inté*
 
 

10 comentários:

camaleão disse...

Bolas, isto está muito bonito, pá!
Que os atropelos da vida nunca te façam perder essa sensibilidade... :)

Melvin disse...

Que bonito. :)

Estudante disse...

camaleão: :)

Mélvin: obrigada ;)

Gaja Maria disse...

Que forma linda de falar dessas florinhas... :)

Pretty in Pink disse...

Espero que essas florezinhas também consigam fazer isso por si proprias e crescer um lindo e verdinho jardim :)

Beijinho*

Estudante disse...

Gaja Maria: :)

Pretty in Pink: :)

agatxigibaba disse...

Gostei muito da metáfora. Bom trabalho :)

Paula disse...

Quanta ternura!... Toda a que precisam essa florinhas.

Estudante disse...

agatxigibaba: obrigada ;)

Paula: :)

Maria Mac Taus disse...

Gostei muito de ler. Adorei o tacto. Beijoca