quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Nem sei por onde começar...

... se pelas melgas, se pelo prédio dos 30 anos.

Acontece que a minha casa parece um viveiro de melgas. Antes de me deitar, cumpro o ritual de olhar bem para as paredes à procura desses vampirinhos disfarçados. Filhas da mãe, ferram-me a noite toda! E ainda por cima não sabem trabalhar caladas! São fêmeas, de certeza... pelo menos, picavam-me com a boquinha fechada, em vezes de andarem a zumbir-me aos ouvidos aquele "ZZZzzz" irritante. Em suma, eu detesto melgas e sou uma pessoa feliz quando lhes dou uma valente vassourada.

Ora acontece que, na passada 2ª-feira de manhã estava uma melga pousada numa das paredes da casa-de-banho. Tinha de lhe limpar o sebo! Ou isso, ou arriscar-me a não dormir outra vez. Então, num movimento tipo matrix (que se revelou tremendamente mal sucedido), equilibrei-me na borda da sanita para acertar no pequeno demónio. Maldita a hora... o raio da sanita cedeu, eu desequilibrei-me e a melga voou a rir-se.

Irra, pá! Melga - 1, Estudante - 0 e uma sanita potencialmente inutilizada. Foi o pânico. Não imaginam o terror que é a perspectiva de não ter onde... cagar. O meu primeiro pensamento foi: ainda bem que vou trabalhar.

À hora de almoço, voltei a casa predisposta a resolver a situação. A senhoria não atendia o telefone e, portanto, não havia outro remédio senão tentar dar um jeito na bela asneirada que tinha feito. Avaliei a situação e lembrei-me que em Ortopedia se endireitam pernas e braços fazendo o movimento contrário àquele que levou à lesão. Portanto, se a sanita estava elevada à esquerda e ligeiramente rodada, o truque era rodá-la no sentido inverso e tentar baixá-la. E assim foi. Lá voltou a pequena ao seu sítio e vocês nem acreditam no alívio que eu senti quando a vi pronta a usar!  

E nada de piadas quanto ao meu peso, ouviram? Aquela coisa cedeu porque os parafusos já estão moídos, 'tá? Bem, bem. 



Inté*

13 comentários:

Miúda disse...

LOOOOL para a proxima n usas a sanita como ajudante :)

Sofia disse...

Peso? Qual peso? Ninguém pensou em peso. haha
Compreendo esse ódio. Sinto o mesmo! O barulho e as bolhas com que fico, depois das picadas... Uma tortura!

Estudante disse...

Miúda: para a próxima estudo outra técnica! ;)

Sofia: bichos horríveis e sanguinários! :P

Zé do Pipo disse...

Sabes que existem uns aparelhos no Leroy Mirlin que emitem ondas de radiofrequência e espantam as melgas. Não é preciso ser daqueles muito caros que estão constantemente a passar num monitor da marca. Eu comprei um de 6 Euros e picos e tem dado resultado.
Tiveste muita sorte com a sanita. Se calha a partir, podia ter-te magoado a sério, porque a cerâmica corta mesmo.
Agora vais ficar com a sanita mal assente (costumavam ser assentes com massa de vidraceiro e agora com silicone) e pela greta entre ela e o chão, sai um magnífico odor a esgoto, dia e noite.
Não te aconselho a meter parafusos novos, porque é trabalho que se não for feito com cuidado, um pequeno aperto a mais e era uma vez uma sanita. Já parti um bidé assim.
Compra um penico eheheheheh.

Estudante disse...

Zé do Pipo: opá, até fiquei deprimida com o teu prognóstico relativamente à minha sanita! Mas ela está bem e não cheira mal :P não foi assim tão grave, então. Eu já não lhe mexo! É melhor ser um profissional ahaha :D

Sci disse...

Ahahahahaha, o que eu me ri!
Desculpa, eu sei que é feio rir da desgraça alheia, mas se te serve de consolo não me ocorreu que fosse do teu peso, mas sim da idade da casa ;)

S* disse...

Ui, sem sanita era muitoooooooooo mau!

Estudante disse...

Sci: ahaha :P és uma querida!

S*: o pânico!

Gaja Maria disse...

Ó melher, então tu andas-me empoleirada nas sanitas a matar melgas? Tu tem lá cuidado que isso ainda pode correr muito mal. Arranja uma cena daquelas de ligar à ficha. Deixas ligado enquanto vais trabalhar, desligas quando chegares. É tiro e queda eheheh

Lápis Roído disse...

Demasiado tarde para evitares pensamentos menos benevolentes quanto ao teu peso. Devia ter sido logo dito após a informação da sanita quase de pernas para o ar depois de te montares nela :P
Isto é material humorísticos muito bom! :P

Portuguesinha disse...

Olha, a minha maior preocupação foi com a queda. Num WC então... Deve ser a divisão da casa onde mais acidentes fatais acontecem. Imaginas-te a bater com a cabeça na louça sanitária? Ou a partir o coquix (como é que se escreve isto?), ou a danificar a coluna?? Tudo por te equilibrares numa sanita...

Quanto às melgas eu sei bem o que isso é mas infelizmente não tenho uma solução para te dar. Também já fui atormentada pelas mesmas e digo-te que sei BEM o que é Não Dormir. Cheguei ao ponto de chorar, tal foi a privação. Cada vez que me julgava a salvo e adormecia, em 3 segundos o zumbido voltava aos meus ouvidos. Uma hora ou meia-hora, ou duas horas a encontrar a dita para a matar, sem perceber que tinha companhia, voltava a tentar adormecer e em segundos era logo: Bzzzzzzzzzzzz! Mesmo no ouvido.

Nem sequer abria janelas em casa. Suportava o calor intenso. Tinha as paredes brancas manchadas de sangue vermelho, MEU sangue, depois de esborrachar as melgas. Detestava cada vez que deixavam sangue, pois sabia que isso significava que já se tinham alimentado de mim, as vampiras. Ao entrar ou sair pela porta fazia-o rapidamente, para impedir que qualquer inseto entrasse. Mas adiantou? Não. Fosse a que hora fosse que tentasse adormecer, lá vinha o Bzzzzz...

O meu conselho é tentar usar um caça melgas elétrico. Foi a única coisa que faltou experimentar e que imaginei eficiente. Dorme-se bem com a luz azul e imagino que até esboças um sorriso tranquilizador ao som do «prrrr» delas a serem queimadas na lâmpada eletrica.

Cruel? Não. Tens de lutar contra essas pestes!

Paula disse...

Ahahah!! Então foi isso!...

Estudante disse...

Gaja Maria: tenho de experimentar uma coisa dessas ;)

Lápis Roído: pois... devia ter feito logo a ressalva! Pronto, deixa lá. Estudante, a elefante! Até rima ahah :D

Portuguesinha: é verdade que fui muito imprudente :P mas tive sorte e não sofri tanto como a sanita! Quanto ao caça melgas eléctrico, tenho ouvido dizer bem dele ;) vamos lá ver! A descrição das tuas paredes parece um file de terror ahaha :P PS: cóccix ;)

Paula: ahahah! Foi... não é vergonhoso? :P