sábado, 31 de dezembro de 2016

Adeus 2016, olá 2017!



A vida não recomeça pontualmente no dia 1 de Janeiro: é antes um bonito e subtil desenrolar de tempo, que nós vamos escrevendo e moldando mediante as circunstâncias. Ainda assim, é bom que a maioria das pessoas pare uma vez por ano para pensar e ponderar alterar o rumo das coisas.
Eu acho que a vida passa demasiado depressa, não há muito tempo para ensaios - ela passa e, não deixa de ser curioso que, apesar de ser nossa e nós só conseguirmos ser com ela, ela não espera por nós.

Este ano foi um ano bom para mim e eu seria bastante ingrata se não o considerasse como tal. Foi um ano difícil, é verdade, e eu aprendi que, mesmo quando as coisas correm como o previsto, não é por isso que se tornam mais fáceis (curioso, não acham? Desta não estava à espera...). Se há um ano me tivessem descrito tudo aquilo que me aconteceu durante 2016 e tudo aquilo que eu aprendi e consegui fazer, eu não acreditava. Mas o certo é que foi tudo feito, com mais ou menos sacrifício.

Por isso, a mensagem que eu vos quero deixar é que nada é impossível, que os nossos limites e medos não são entidades concretas, e são facilmente empurrados para longe se nós nos atrevermos um bocadinho.

Que 2017 seja um ano feliz e, quando não for, que não faltem ombros amigos para torná-lo menos amargo. E já agora, vamos tentar fazer do Mundo um lugar melhor? Que acham? Não são precisos grandes feitos; vamos antes apostar em muitos gestos pequeninos!

***

A minha palavra deste ano é: OBRIGADA. Obrigada não só por 2016, mas por toda a minha vida, pela minha família, pelos meus amigos e pela minha profissão.


Até para o ano! :)

14 comentários:

i. disse...

Percebo o que dizes, mesmo o que esperamos e queremos implica esforço e dedicação... Mas conseguiste ;) Bom ano!!

*Nightwish* disse...

Tanto as coisas boas como as más de um ano, fazem de nós mais fortes e melhores! =)
Que tenhas um óptimo de 2017!! ^^
****

Estudante disse...

i.: Obrigada! Bom Ano :D

*Nightwish*: sim, é verdade :) obrigada! Um Feliz 2017 :D

Last Lion disse...

Bom ano para ti e para os teus... tudo de bom!
Beijinhos

Maria do Mundo disse...

Um excelente ano!

Gaja Maria disse...

Pois Estudante, a vida é uma luta sem tréguas, até mesmo as coisas boas custam a conseguir. Feliz Ano Novo. Que seja ainda melhor que o anterior. Beijinhos

Andreia Morais disse...

«(...) ela passa e, não deixa de ser curioso que, apesar de ser nossa e nós só conseguirmos ser com ela, ela não espera por nós». Tão verdade!
Que 2017 seja ainda melhor :)

Gata disse...

Gostei!
Eu dantes achava disparatado quando ouvia dizer que a vida era curta, mas agora entendo que é mesmo assim.
Beijinhos e FELIZ 2017!!!

Mam'Zelle Moustache disse...

BOM ANO, Estudante!


(concordo com quase tudo o que escreveste. embirrei foi com aquela afirmação sublinhada. não concordo. não é verdade. é bom que façamos para que se torne o mais certa possível. mas, infelizmente, não o é. yep. a 'cota' a falar para uma jovem que deve achar que sou uma triste descrente. mas olha que não. ;D)

Chic' Ana disse...

Um excelente ano de 2017!
Beijinhos

no one disse...

Acho que nem os impossíveis nos devem fazer desistir, mas há impossíveis. :)
Bom ano.

Estudante disse...

Muito obrigada a todos :D

Quanto ao conceito de impossível, o perigo de pensarmos que há coisas impossíveis é não conseguirmos distinguir entre o que realmente é impossível, daquilo que não é ;)

Mam'Zelle Moustache disse...

Mais uma vez, não concordo. (yep. chata, para além de bruta, ruim e insensível. aguenta-te. :p)
O perigo não é pensarmos que há coisas impossíveis. O perigo está nessas frases feitas todas bonitas. Como o é o: 'nada é impossível'. É um perigo porque pode levar as pessoas a acreditarem que, efectivamente, tudo é possível. E, quando esbarram com a dureza da vida, não sabem lidar com os falhanços. Não conseguem ultrapassar um contratempo. Não conseguem encaixar um 'não'.
Não devemos ter medo das verdades. E a verdade é que nem tudo é possível. Como já disse, o importante é tentar fazer com que a maioria das coisas que queremos se tornem possíveis. Mas, se tal não acontecer - porque, lá está, o mundo não é perfeito e não podemos ter/alcançar tudo o que desejaríamos - temos de saber lidar com isso. Temos de aceitar as derrotas e tentar criar sucessos em cima delas.
Há impossíveis, sim. Mas é possível coabitar de forma positiva com eles. Digo eu, que pouco sei. :)

Paula disse...

"Nao sabendo que era impossivel, foi lá e fez..." O medo é um atraso de vida. Enfrenta-la nao tem nada a ver com nao saber encaixar um não, antes pelo contrário, mademoiselle!