quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Meias e afins

Quando era pequena, era uma maria-rapaz. Quem me quisesse ver feliz, vestia-me umas jardineiras e uns ténis. Não me interessava se andava às bolinhas ou às riscas. Lembro-me que no Natal, a pior prenda que me podiam dar era roupa, incluindo meias, claro está. 
Desembrulhava os presentes com cautela; palpava, tentava adivinhar o que era e se me interessava, abria. Se por acaso desse conta de que ia desembrulhar uma peça de roupa, o embrulho ia logo para cu de Judas.

"Esta não..."

Ou então, abria o presente e depois dizia um "Oh..." profundamente desiludido.

A minha Manhê, coitada, a ver se compunha o arranjo ainda me dizia:

"Então filhota, não abres a prenda que a Avó deu?"

"Não..."

As crianças não perdoam, já se sabe.



Inté*

17 comentários:

Patrícia disse...

Hahah eu também não gostava nada! A minha madrinha dava-me vestidos e eu nunca os vestia!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

hahaha... roupa não é prenda!! :)

Feliz Natal!

Gasper disse...

Ahaha eu também detestava receber roupa. A sinceridade das crianças é algo fantástico!

Gasper disse...

Ahaha eu também detestava receber roupa. A sinceridade das crianças é algo fantástico!

mão da mãe disse...

sempre fui vaidosa, e não me importava nada de receber roupa nova. mas é claro que preferia brinquedos!
bjinhos

...Ju... disse...

acabaste de descrever o meu afilhado há 2 natais atrás!

Ju disse...

é assim mesmo! Eu por acaso abria todas, mas ainda hoje a família se ri com uma história: a minha tia ofereceu-me um pack de cuecas e eu acho que abri aquilo e fiquei com o ar mais triste do mundo, mas (como era tão boazinha) não tive coragem de dizer nada. loool

Susi disse...

Ahahah os miúdos são tão sinceros que até dói ahah. A sério eu odiava receber isso, ou então quando me diziam: Tem cuidado a abrir que isso pode partir-se. Ficava logo desiludida a pensar que sendo assim já não era nenhum boneco nem nada disso.

Mim disse...

Ainda hoje detesto quando me aparece um embrulho com meias.
É das coisas com que sou mais esquisito e as únicas que me meto a comprar sozinho. Normalmente as que me oferecem vão para o fundo da gaveta e morrem por estrear. ahah

Estudante disse...

Patrícia: :P pobre madrinha!

Especialmente Gaspas: agora já não me importo ;) obrigada! Um Feliz Natal também para ti!

Gasper: é algo fantástico e constrangedor x)

mão da mãe: :P que giro!...

...Ju...: ahaha :P então já sabes como é!

Ju: ahaha xD teve piada!

Susi: pois, estragavam a surpresa :P

Mim: x) sim, eu li um post teu sobre esse teu ódio a que te ofereçam prendas!

who's yo' mama?! disse...

Cada vez mais me tenho por sortuda: não me lembro nunquinha de receber roupa no Natal...

Estudante disse...

who's yo' mama?!: eish... a sério?! Como é que isso foi possível? x)

Paula disse...

Ahahaha!!!

who's yo' mama?! disse...

Estudante, deve mesmo ser como eles dizem: quando se deixa de acreditar no Pai-Natal, começa-se a receber roupa. Lá nunca devo ter deixado de acreditar ;)

Estudante disse...

Paula: :P

who's yo' mama?!: nunca tinha ouvido essa :P mas está gira ;)

Pretty in Pink disse...

LOL como eu te percebo...eu fazia o mesmo e agora podem-me dar roupa à vontade que eu agradeço :P

Beijinho*

Estudante disse...

Pretty in Pink: pois claro! :) espero que tenhas recebido muita ontem :P