sexta-feira, 25 de março de 2016

Cozinhamentos

Cozinhar é uma forma de amar as pessoas. Aprendi isso com a Manhê. A maneira como a Manhê cozinha só pode ser de alguém que gosta muito de nós. Não digo que quem não cozinha não tenha capacidade de amar; não é isso. Cozinhar é só mais uma forma de demonstrar carinho, entre tantas outras. Mas é quase a minha preferida. É por isso que a Manhê fica triste quando não comemos tudo (tal e qual como quando éramos pequeninas...). Quando desvíamos alguma coisa para a borda do prato, é um bocadinho de amor que fica ali sem ser consumido. Eu gostava que a Manhê não levasse isso de forma tão literal... 


Inté*

7 comentários:

Nádia disse...

Eu, por acaso, gosto de cozinhar mas só para mim. Sinto que ao cozinhar para os outros tenho que ter mais cuidado para que fique mesmo bom, e não me agrada a "pressão". No entanto, vou fazer uns cupcakes para o aniversário do meu pai. Vamos ver como corre :P

Nuno Salsa disse...

mas nós adultos com filhos pequenos ficamos sempre tristes quando eles não comem tudo e põem comida na borda do prato.
E concordo plenamente contigo quando dizes que cozinhar é uma forma de amar.
Boa pascoa!

Estudante disse...

Nádia: vão ficar óptimos, de certeza! ;)

Nuno Salsa: pois, acredito que sim :P Boa Páscoa :)

Gaja Maria disse...

Tens toda a razão Estudante e como diz a minha sogrinha, o que faz é com gosto, nem que faça um prato diferente para cada um só para agradar a todos. Já eu não sou assim... :)

Miss Smile disse...

Uma ternura este post :)
Mas é completamente verdade. Quando cozinhamos com amor, o resultado é sempre bom!

Um beijinho

SuperSónica disse...

Concordo tanto....

Paula disse...

O amor e a dedicacao sao os melhores temperos, na comida e na vida :)