sexta-feira, 18 de maio de 2012

Ufa! (e um paradoxo)

Finalmente, a semana chegou ao fim. Foi tão comprida, tão cheia de peripécias que eu já desesperava por sexta-feira.

Entre outros, aconteceu-me esta semana ter uma aula de consulta motivacional, que é o tipo de consulta que deve ser empregue por exemplo, nas sessões de cessação tabágica. No fundo, serve para motivar o doente a alterar o seu comportamento.

Para mim, a aula morreu logo nos primeiros cinco minutos. Uma professora que vai dar uma aula acerca de motivação e começa logo por nos dizer com ar meio trocista "eu ainda tenho fé que vocês queiram aprender alguma coisa", não me parece que consiga motivar alguém...

 
O auge desta aula foi na verdade, o facto da professora pensar que subindo a tela onde estava a ser projectado o filme que nos quis mostrar, também conseguiria fazer subir a imagem...



Inté*


6 comentários:

Catarina Reis disse...

Pois deixa qualquer um desmotivado, mas pensando melhor talvez essa fosse a estratégia da motivação. Confuso??? Bebo uns copos que melhora a perspectiva. Beijocas

Susi disse...

Ahahahah eu não sei se a professora escolheu a carreira certa :D ela desmotiva logo qualquer um possa

Estupidez (em) Crónica disse...

Claramente existem professores que ainda não estão preparados para lidar com as novas tecnologias :P Em relação ao que ela disse, não é motivador, mas até a compreendo... Já tive essa aula e a verdade é que havia muito pouca gente disposta a ouvir a professora desde o momento em que soube o tema...

Estudante disse...

Catarina Reis: :P

Susi: ela com os doentes deve ser bem melhor do que é connosco ;)

Estupidez (em) Crónica: sim, és capaz de ter razão... mas não podemos dizer que ela saiba cativar as pessoas nas aulas... :P

Vera, a Loira disse...

Parece-me que a maior desmotivada é mesmo ela.

Estudante disse...

Vera, a Loira: é bem capaz...