terça-feira, 30 de julho de 2013

A Relatividade do Tempo (um título pomposo, para variar)

O outro dia, uma amiga minha que estudou com a minha mana durante o secundário confessou-nos o desejo de ter um bebé no próximo ano. Estudante sentiu a realidade cair-lhe em cima e os pés de galinha a germinarem nos cantos dos olhos. Isto de estudar num curso tão longo parece que nos faz ficar eternamente presos às 18 Primaveras e só quando os amigos me dizem estas coisas é que eu percebo que, apesar das sapatilhas e do meu ar jovial, eu também tenho "crescido".

Com a minha idade, a Manhê já tinha duas meninas (mas nasceram ao mesmo tempo e portanto, não há que sobrevalorizar o número de rebentos).

Caramba... vai ter um bebé! É por isso que eu tenho de viver até aos cem, porque parece que até aos 30, vou ter sempre 18...



Inté*


14 comentários:

Never Told Words disse...

Faço 30 este ano e ouço a minha mãe dizer que coma minha idade já tinha as duas filhas tantas, mas tantas vezes que até já enjoa lol

Audrey Deal disse...

Então já somos duas que até aos 30 vamos ter sempre 18 ahaha

pastora disse...

ah, caredo, nã me falem em filhos plamordeus!

Jedi Master Atomic disse...

Tens muito tempo para ter filhos. Primeiro goza a juventude ;)

somaijum disse...

Daqui por trinta anos, os pais parecem avós e os avós verdadeiros, deve ser um conceito estranho na cabeça das pessoas. :|

dropsofmagic disse...

Não te apresses com essas coisas que também não vale a pena! Desfruta a tua jovialidade, independentemente da idade que tens, e quando te achares preparada, go ahead :)

Estudante disse...

Never Told Words: ahaha :P

Audrey Deal: talvez não seja uma coisa má :D

pastora: ahaha :P pronto!

Jedi Master Atomic: nem eu estava a pensar em tal coisa :P não há pressa!

somaijum: pois é... mas as coisas mudam e agora as pessoas são muitas vezes "forçadas" a adiarem certas coisas... de qualquer forma a esperança média de vida tem aumentado :P

dropsofmagic: obviamente ;) não há pressa e não é nenhuma prioridade neste momento!

anokas disse...

O tempo passa e às vezes nem damos por ela. Só quando vemos gente a casar ou crianças a crescer é que vemos que o tempo não parou.

Aproveita os 18 até quando quiseres! :)

Estudante disse...

anokas: é mesmo verdade... só quando vemos o tempo a passar pelos outros é que vemos que também passa por nós :P

Opinante disse...

Eu prefiro não pensar nisso :D

Márcia V. disse...

Isso é uma coisas boa,parecer ter menos idade do que o que temos é optimo.

Estudante disse...

Opinante: ahaha :P

Márcia V.: sabes que eu acho que até uma certa idade é bastante prejudicial :P a partir dos 25 talvez seja mais benéfico! :P

somaijum disse...

Esse aumento da esperança média de vida, continua a ser controverso, porque muitas vezes não lhe está associado um aumento da qualidade de vida.
Não estará a ciência e criar uma nova espécie de "vegetal"?
Sopa de avozinho incontinente, é capaz de ser interessante. Ahahah

Estudante disse...

somaijum: tens toda a razão. Tem-se tentado aumentar a quantidade de vida de vida a todo o custo sem ter em consideração a qualidade de vida... esperemos que isso mude ;) porque o que interessa é viver bem, não é viver muito!