quarta-feira, 17 de julho de 2013

É Medicina?

Não sei se se recordam de eu dizer que durante o Verão iria estagiar em Neonatologia. Pois, é exactamente o que eu ando a fazer agora. Como o serviço em que me encontro não é dos maiores, aproveito também para dar uma volta na Pediatria e assistir a Consultas de Desenvolvimento. Nestas consultas, temos os pequenitos que, por uma razão ou outra, se apresentam com dificuldades de aprendizagem, mau comportamento entre outros.

Como devem calcular, é uma área difícil porque, na maior parte dos casos, não se encontra uma causa visível para o problema, a cura é pouco provável e o trabalho do médico é, muitas vezes, o de apoio às crianças e à família.

A médica com quem estou a estagiar hoje dizia que muitas vezes se sente frustrada porque "tem muito pouco para lhes dar". E houve ainda quem dissesse que o trabalho que ela exercia nesta área, não era Medicina.

Não compreendo como se pode dizer uma coisa destas. Nem sempre podemos curar as pessoas que nos procuram mas isso não significa que essas pessoas não precisem de ajuda. A Medicina ideal, a Medicina da doença, tratamento e cura seria a plena realização de qualquer médico! Mas isso não significa que, quando a natureza se impõe como força mestra, quando o nosso conhecimento ainda não é suficiente, não estejamos a praticar Medicina. Se assim fosse, não faria sentido a criação dos Cuidados Paliativos, por exemplo. Nunca vamos conseguir vencer sempre a doença... e cada vez mais, as doenças crónicas, e portanto "não curáveis" ganham terreno tornando esta expectativa ainda mais remota.

A Medicina não deve ser apenas uma forma de o profissional satisfazer o seu ego com a resolução de casos clínicos; isso seria muito pouco altruísta. Cuidar e apoiar também fazem parte da boa prática médica.

Cuidar e apoiar também são Medicina. E ajudar os meninos que já pela sua condição são muitas vezes vítimas de alguma discriminação por parte dos colegas, porque são tidos como "burros", é sem dúvida, um acto muito nobre.



Inté*

16 comentários:

Never Told Words disse...

Eu, que não tou ligada à área, concordo contigo. Não cura esses meninos, ok.. mas ajuda-os! E isso é importante!

Opinante disse...

Está muito certo!

anokas disse...

A medicina não serve apenas para curar, até porque muitas vezes não há cura para a doença. Há é maneiras de atenuar os sintomas ou de dar conforto ao doente e isso também é importante.

Estudante disse...

Never Tols Words: eu acho mesmo muito importante :)

Opinante: :)

anokas: exactamente :) já entraste no espírito!

Audrey Deal disse...

Tu vais ser uma médica excelente! Boa sorte no estágio querida e obrigada!

Jedi Master Atomic disse...

Eu quero que sejas a minha médica :P

Aninhas disse...

Com este texto, parece-me que vais ser uma médica muito compreensiva e dedicada :)

Táquetinho disse...

Tenho um médico que nunca tem pressa para me despachar, que conversa comigo sobre a doença e, muito, sobre como a componente psicológica por vezes nos atira mais fundo do que a parte física da mesma.
Saio sempre da consulta com a sensação de que estou capaz de viver mais 500 anos.

Biscoita disse...

Não podia concordar mais com o texto! Medicina é cuidar, fisica e psicologicamente, quer isso passe pela cura ou não :)

Jovem $0nhador@ disse...

Não entendo nada de saúde, mas pela minha noção das coisas concordo em tudo contigo!

Estudante disse...

Audrey Deal: espero bem que sim :) obrigada!

Jedi Master Atomic: ahaha :P espero que não seja preciso!

Aninhas: oh ^^ obrigada! É o meu objectivo!

Táquetinho: ainda bem que tens um bom médico :) é metade da cura!

Biscoita: ;)

Jovem $0nhador@: acho que neste caso, nem precisas de entender ;)

Sufocada disse...

Já não venho aqui há tanto tempo que não vi as mudanças ocorrerem, shame on me, podes ofender-me Estudante.
Com, no máximo, 2 palavrões e uma praga.

Bonito o consultório :D

nobady's listen disse...

"Cuidar e apoiar também são Medicina" concordo plenamente ... aliás, medicina deveria ser essencialmente e primeiro: Cuidar e apoiar ..

descobri este blog e estou a gostar muito

Estudante disse...

Sufocada: ahaha :P estás perdoada!

nobady's listen: benvinda ;) obrigada!

Pipa disse...

estou a tirar psicologia e entristece-me que alguns médicos pensem como tu dizes que essa senhora falou :/ concordo com a tua opinião acerca do assunto.

Estudante disse...

Pipa: acredito que a maioria não pense assim ;) pelo menos, assim espero! Boa sorte para o teu curso! :)