quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Esféricos (mais ou menos...)

Quando o Avô era pequenino, não havia dinheiro para bolas de futebol. Quando ganhava uns tostõezinhos, gastava-os em estalinhos que deitava nas ruas com os amiguinhos cá do sítio e, algumas vezes, também fazia pontaria às janelas (uma história que merece um post!...).

Mas, voltando ao futebol, não era por falta de bola que a rapaziada deixava de brincar. Não havendo bola de plástico ou de borracha, a solução estava no talho que na altura existia junto da Igreja. A bexiguinha do porco, bem lavada (às vezes...) e insuflada, provou ser uma boa substituta para quem não podia ter uma bola de verdade. Diz o Avô que eram bastante resistentes e não constituíam qualquer entrave às brincadeiras dos mais pequenos! Não havia cá melindrices relativamente à matéria prima do tão desejado objecto.

Mas não se choquem as almas mais sensíveis; havia quem usasse materiais muito menos ortodoxos. Ora, consta que um neto do coveiro conseguia "bolas" muito mais originais. Parece que, na ausência de alguém que reclamasse as ossadas, um crânio esquecido colmatava a falha do esférico...


Inté*

10 comentários:

Márcia V. disse...

É para vermos como os tempo mudam e de certeza que o teu avô tem muitas historias giras para contar.Não me estou a imaginar a andar aos pontapés a bexiga de porco nem a crânios,mas a bola de trapos já calhou :)

mmm´s disse...

Deviam ser crânios de grande dureza... resistentes a muitas fraturas!

Lani disse...

Essa dos crânios, credo xD *

Estudante disse...

Márcia V.: o avô tem montanhas de histórias, isso é verdade! ;)

mmm's: provavelmente não eram... não deviam durar muito! x)

Lani: ahaha :P horrível!

somaijum disse...

Também joguei com a bexiga do porco, mas era só uma vez por ano, na matança.
Com crânios deve ser tenebroso. :/

Jedi Master Atomic disse...

Nunca joguei à bola quando era pequeno :P

PS: É favor consultar o seu email :P

Estudante disse...

somaijum: as pessoas naquela altura importavam-se pouco com esse tipo de coisas. Eu sinceramente, acho uma falta de respeito andar a pontapear a cabeça de alguém, mas quando soube da história fartei-me de rir :P

Jedi Master Atomic: o quê?! Isso não é possível :D até eu joguei à bola... tenho consultado o mail todos os dias... terei apagado alguma coisa que não devia? :P

Táquetinho disse...

Era capaz de jogar com a cabeça do Passos Coelho. Eheh

Jedi Master Atomic disse...

Deves ter apagado sim :P

Estudante disse...

Táquetinho: AHAH xD

Jedi Master Atomic: já encontrei! :D