quarta-feira, 19 de outubro de 2016

É bem sabido que a maioria das pessoas que recorre a uma Urgência Geral (às Urgências normais, portanto) pertence à faixa etária dos 60 anos para cima. Há dias, inclusivamente, em que a pessoa mais nova que vejo, tem acima de 80 anos. E, bem vistas as coisas, ainda bem! A doença nunca é uma coisa "normal" mas, a doença nas pessoas mais jovens é mais anti-natura do que nas mais velhas (não sei se me estou a fazer entender).

O nosso Serviço de Urgência tem um corredor que dá acesso à Urgência Pediátrica. De vez em quando, por entre as macas, os doentes grandes, os enfermeiros e os médicos que se encontram no corredor principal da Urgência Geral, lá se avista uma pessoa mais pequenina (tão grande na sua alegria e futuro!), a caminho da saída. Eu acho que mal te vêem, sabes, meu pequenino? Os grandes andam ali a correr de um lado para o outro, a levar remédios, a trazer remédios, a ouvir pulmões, a ouvir corações... desculpa-nos lá esta azáfama. É quase criminoso não parar um segundo para atentar na cauda de cor que deixas atrás de ti quando passas por nós; a Urgência até fica mais bonita! Mas só quando já estás de saída!

Na minha última Urgência, lá ao fundo no corredor, vinha um menino de mãos dadas com o pai. Vinha contente (o Sr. Doutor e o papá fizeram um bom trabalho!). Foi uma alegria ver-te ali...  




Inté*

14 comentários:

Linda Blue disse...

A porta da entrada da Pediatria, e a porta da saída da Pediatria: é a mesma porta? Mas se são tão diferentes...

"cauda de cor que deixas atrás de ti" <3

Pedro Coimbra disse...

Os médicos têm que lidar com situações que eu seria capaz de enfrentar.
As doenças mais graves nas crianças muito provavelmente acima de todas as outras.

м♥ disse...

Ainda bem que era já a saída :)

estrela disse...

oh que bom!
e ainda bem que há pessoas como tu a dar conta
destes momentos!

S* disse...

É uma dor de alma ver os pequenitos no hospital.

Estudante disse...

Linda Blue: acho que te estavas a referir à porta da Urgência Geral e à da Urgência Pediátrica, certo? :P cada Urgência tem um circuito independente... não é necessário fazer com que os mais pequenos se misturem com os adultos (nem é conveniente!), mas os pais, por vezes, preferem este atalho que passa pela Urgência Geral :P

Pedro Coimbra: sim, acho que deve ser bastante duro... :/

M: sim ;)

estrela: ;)

S*: a maioria, felizmente, tem alta no mesmo dia ;)

Miúda disse...

A porta quando estao de saida, sejam eles grandes ou principalmente os mais pequeninos, é uma alegria... falo por mim... que quando tenho de ir, aguardo ansiosamente poder sair pela porta de regresso a casa :)

D. disse...

Um dos sítios onde passei algum tempo e me deixava de coração apertadinho era a Pediatria do IPO. Ver crianças, muitas delas ainda bem pequeninas, a passar por aquele sofrimento e, mesmo assim, com um sorriso e um carinho genuínos...

Estudante disse...

Miúda: :) é verdade!

D.: eles têm uma força e uma alegria contagiantes, mesmo quando estão doentes ;)

Gaja Maria disse...

Se os pudermos poupar a estas andanças dos adultos, tanto melhor não é?

Paula disse...

Adoro esta tua faceta tão humana e tão poética! :)

Estudante disse...

Gaja Maria: claro que sim ;)

Paula: :)

Maria disse...

é sempre bom ver crianças a sair do hospital de sorriso no rosto :)

Estudante disse...

Maria: :)