sábado, 15 de outubro de 2016

Queria pedir-vos desculpa, estimados leitores!

Queria pedir desculpa aos meus estimados leitores por não terminar as minhas respostas aos vossos comentários com um gesto mais carinhoso e íntimo como "um beijinho" ou "beijinhos!", ou outro semelhante. Desculpem-me esta falta de sensibilidade e amabilidade, mas nunca fui muito adepta da distribuição pouco criteriosa de beijos e gestos de carinho. Sempre fui meia esquiva a esse tipo de gestos (mas conheço quem seja mais, não é, querida Mana?). Há quem apelide a atitude de muitas coisas, como por exemplo, bicho do mato; eu não chegaria a tanto, mas admito que possa ser um bocadinho Mogli, vá.

E se eu nem beijo o Menino na Missa de Natal, havia de andar por aí a distribuir beijos pela blogosfera, não? Ósculos espalhados por essa internet fora, sem eu saber onde vão cair? Humm... não me parece. De vez em quando lá vai um ou dois, mas só em situações muito particulares. Então beijinhos associados a determinadas características que eu não vou mencionar, mas que, na tentativa de demonstrarem sensualidade, me recordam, em vez disso, uma velha a babar-se, nunca ninguém me viu dar! Nojo, nojo, nojo...

Eu gosto de vocês na mesma, está bem?



Inté*

14 comentários:

Sofia disse...

Às vezes, coloco mas é raro. Só mesmo se achar que a blogger está a precisar de miminho. :)
Nas tuas resposta, nunca senti a falta de um beijinho. Não há necessidade. Até punhas a tua caixa de comentários enjoativa, com tanto mel. haha
Continua sem beijinhos que estás muito bem! :p

Ju. disse...

Eu acabo sempre as mensagens com «Beijinho*» mas é mais força de hábito, até porque não sou lá muito pessoa de ósculos (prefiro abraços).
Beijinho* (xD)

Estudante disse...

Sofia: acho que fazes muito bem ;) Ahaha :D Beijinhoooooos x)

Ju.: abraços também é bom ;) ahah! Beijinhos :P

Observador disse...

Está bem, vou pensar nisso.

Andreia Morais disse...

Ficou registado :p
Também é muito raro fazê-lo.

r: Sim, concordo contigo!

Portuguesinha disse...

Também sou pouco adepta, mas distribuo-os mais online que ao vivo :)
Infelizmente nós portugueses, não desenvolvemos outra terminologia para as nossas despedidas por escrito. É mesmo essa do beijinho, que remete para algo tão íntimo e pessoal. Claro que, um perfeito desconhecido, jamais levaria um beijinho... Mas até ao vivo, por vezes, beija-se no rosto quem se acabou de conhecer e isso também não é lá muito fidedigno à realidade, né?

Portanto é mesmo uma coisa nossa que, quer ao vivo quer por escrito, não criamos outra forma de cumprimento menos informal mas não tão íntimo. Então e quando se inventam Abrejos? Ehehe.


Por mim existe o beijo físico, que é uma coisa, e o beijo virtual, que é outro. Se por hábito, a pessoa que te contacta te envia beijos, acho natural retribuir. Não quer com isso dizer que andamos num bacanal, eheehh. É só uma terminologia para demonstrar ou gratidão, ou carinho, ou simpatia :)

Estudante disse...

Observador: :P

Andreia Morais: :)

Portuguesinha: ahaha! A tua referência ao bacanal fez-me rir :P no fundo, há o beijo real, o beijo técnico e o beijo online! :)

Lápis Roído disse...

Hum, acho que arranjaste um problema que não existia. Ainda ninguém tinha reparado nesse pormenor e agora está toda a gente com uma péssima imagem da tua pessoa. Mais: a partir de agora, vou exigir beijinhos soprados, com aquele toque de sensualidade. Julgo que é a única forma de te redimires por tão grande falha ao longo destes anos todos :P

Estudante disse...

Lápis Roído: pronto, já me tramei. Isso é mais ou menos o que acontece quando mencionamos um defeito na nossa pessoa. Provavelmente, ninguém tinha reparado, mas a partir do momento em que se fala nele, toda a gente repara :P Ahaha! Beijos soprados e a voarem, envoltos numa brisa cor-de-rosa e cintilante? Isto não é a Disney :P

i. disse...

Está bem, nós acreditamos :P Cada vez gosto mais da característica dos países não-mediterrâneo de apenas darem apertos de mão. O pior é que no outro dia, uma senhora de um país mediterrâneo ia-me dar 2 beijinhos (ou 3), eu não reparei e simplesmente estendi-lhe a mão.

Zé do Pipo disse...

Olha que eu dou um aperto de mão e procuro logo uma casa de banho para as ir lavar. eheheheh

redonda disse...

Mas nem um beijinho virtual? :)

Denise disse...

Pela primeira vez, não percebi nada do que disseste! :P

Beijinhos ;)

Estudante disse...

i: também já me aconteceu e senti-me tão constrangida! :P

Zé do Pipo: ena... és pior do que eu :P

redonda: ahaha :D

Denise: deixa lá ;)