sábado, 22 de outubro de 2016

Race: 10 segundos de Liberdade

E por falar em filmes, este que refiro no título, relata a história de Jesse Owens, com enfoque na sua participação nos Jogos Olímpicos de 1936 em Berlim, Jogos esses que a Alemanha Nazi viu como uma oportunidade de propaganda à alegada superioridade da raça Ariana. É um filme que nos toca pelo testemunho de força, perseverança e fair play. Fiquei a admirar Jesse Owens (impossível não admirar este senhor!) mas na minha opinião, a maior bofetada de luva branca foi da responsabilidade de Lutz Long, atleta alemão que, para grande desagrado dos Nazis, estabeleceu uma forte amizade com o seu adversário americano.
Um filme que vale muito a pena!







Inté*

12 comentários:

м♥ disse...

Até tem uma pontuação boa... Nunca vi!

Estudante disse...

M: eu gostei muito ;)

Cherry disse...

Quero muito ver esse filme!
Beijinhos,
Cherry
Blog: Life of Cherry

Zé do Pipo disse...

Lutz Long que, apesar deste gesto, se manteve fiel às práticas racistas dos nazis.
Não podia ter dado uma bofetada de luva preta? eheheheheheheheh

Estudante disse...

Cherry: não te vais arrepender :)

Zé do Pipo: ahaha :P luva preta, pronto... :)

Andreia Morais disse...

Não conhecia o filme

r: Muito obrigada *.*

Lápis Roído disse...

Já conhecia os feitos de Jesse Owens antes de eles serem colocados no grande ecrã, mas desconhecia essa amizade com o atleta alemão. Ao Jesse Owens nada puderam fazer, mas esse desgraçado deve ter passado as passas do Algarve nas mãos do regime nazi.

Estudante disse...

Andreia Morais: ;)

Lápis Roído: o Lutz acabou mal, sim :P

Maria do Mundo disse...

Muito bom mesmo!

Estudante disse...

Maria do Mundo: :)

Teresa disse...

Não conheço.

Estudante disse...

Teresa: é fixe ;)